aprender a investir aprender a investir

Quer aprender a investir? Veja por que fazer um treinamento!

7 minutos para ler

Todos os grandes investidores têm algo em comum: eles entendem a necessidade de aprender e de buscar informações adequadas para fazer aplicações mais certeiras. Não é possível alcançar bons resultados contando apenas com a sorte de que as ações vão magicamente se valorizar. Assim, aprender a investir funciona como qualquer outro processo de educação que demanda tempo e trabalho duro.

A formação de um investidor iniciante engloba vários aspectos. Desde conhecimentos sobre os mecanismos operacionais, como o home broker, até questões mais complexas relativas, por exemplo, ao desempenho de variáveis macroeconômicas que afetam o valor de suas ações.

O caminho mais curto e barato para alcançar o domínio de todas essas áreas é por meio da busca de conhecimento e experiência. Se você quer saber como um treinamento pode ajudar a obter as habilidades necessárias, continue a leitura e confira!

Por que aprender a investir?

Para entender a necessidade de aprendizado, você deve refletir sobre a seguinte questão: quanto dinheiro é possível perder agora? A resposta é que você corre o risco de liquidar absolutamente tudo que tem. Não faltam relatos de pessoas que se aventuraram no mercado, como se fosse um jogo de tabuleiro, e perderam cada centavo aplicado.

É preciso notar que os resultados obtidos na Bolsa de Valores não são frutos da boa sorte ou da gentileza do universo. Os indivíduos que alcançam grandes valores carregam consigo inúmeras horas de leitura, estudo e treinamento. 

O mercado de ações está inserido no sistema econômico mundial e, por conta dessa globalização, variáveis distantes podem afetar o nosso mercado. Pense, por exemplo, que há uma quebra na safra de milho americana. Essa variável tão distante afeta o preço do ativo comercializado no Brasil, o custo da produção de ração e, em um estágio mais avançado, pode impactar o valor da carne.

Assim, percebe-se a complexidade do sistema e a importância de buscar boas referências na hora de construir uma carteira. Contar com a experiência e o background de agentes que dedicam a vida para acompanhar esse cenário é o meio mais inteligente de proteger os seus recursos. 

Qual a importância de optar por um treinamento?

Em qualquer atividade que se deseja executar uma performance impecável, o treinamento é fundamental. Atletas, artistas e músicos, por exemplo, são a prova de que uma ótima preparação leva ao melhor desempenho.

Quando se inicia uma nova atividade, é importante contar com um passo a passo para executar ações que são rotineiras a quem já conta com a experiência. Durante o período de estudo, você vai ter acesso ao conhecimento teórico do comportamento dos participantes do mercado de capitais e ainda vai entender qual é o caminho seguro para trilhar, com base na experiência do seu mentor. 

Quais as vantagens de buscar um treinamento antes de entrar no mercado?

O meio financeiro é um ambiente incrível e que permite a qualquer um, independentemente de onde vive ou da atividade que exerce, encontrar oportunidades de alocar os seus recursos. Ao realizar buscas na internet, é possível encontrar um volume infinito de informações, livros, documentários e podcasts, por isso, você vai precisar filtrar quais conteúdos atendem aos seus objetivos e quais são periféricos ao seu interesse. 

Um dos grandes benefícios de frequentar um curso desenhado para investidores é que o conteúdo é focado e objetivo. Assim, não há risco de perder tempo estudando questões que não se aplicam às suas necessidades e aos seus projetos. Há ainda outras vantagens que justificam a importância de um treinamento, listadas a seguir. 

Permite fazer boas escolhas de investimento

Aproveitar a experiência de um profissional que atua há muito tempo no mercado impacta diretamente a qualidade das primeiras ações que são inclusas na carteira. Durante o processo de aprendizagem, é possível identificar quais ativos são mais adequados ao seu perfil de investidor e, dentro desse conjunto, quais itens têm maior potencial de retorno. 

Mesmo com dedicação exclusiva à pesquisa e à busca por elementos na hora de compor a sua carteira, é necessário contar com um orientador para realizar a avaliação das tendências de mercado e identificar como elas influenciam a sua modalidade de investimento. Com esse suporte, há segurança na hora de estabelecer a composição do portfólio e o risco de prejuízo é minimizado.

Ajuda no momento de avaliar os ativos

Mecanismos de precificação adequados permitem identificar os diversos tipos de ações e quais estão caras ou baratas. Geralmente, o mercado financeiro precifica adequadamente o valor de equilíbrio de cada variável, contudo, há oportunidades que, se aproveitadas, podem gerar um bom volume de capital. 

Durante o treinamento, é possível verificar, na prática, o apoio de indicadores de desempenho das empresas para determinar se o preço de alguma ação está adequado. Entender quais recursos contábeis são importantes na precificação de ativos é uma habilidade indispensável para seguir nessa carreira. 

Ensina a minimizar os riscos

Todos que já pesquisaram sobre o comportamento do risco, provavelmente, depararam-se com a frase “quanto menor a correlação dos ativos, mais baixo será o risco da carteira”. O que isso significa na prática?

Tal apontamento se refere à capacidade de diversificação em itens e setores na hora de montar um portfólio. Assim, quando algum segmento da economia tem um desempenho ruim e afeta um de seus ativos, os demais, por serem diversificados, não são atingidos.

Ensina os fatores que impactam os investimentos

Compreender o comportamento das variáveis econômicas que apresentam alguma relação com os itens da carteira de investimentos é a etapa final do processo de amadurecimento e também é a parte mais difícil.

O ideal, nesse caso, é focar poucos setores de início para conhecer bem quais mecanismos impactam o preço dos ativos, a volatilidade do segmento e a valorização média — enfim, todos os fatores que contribuem para a flutuação do valor. 

Que treinamento escolher?

O primeiro passo na escolha de um treinamento de sucesso é verificar a credibilidade de quem vai ministrá-lo. Há muitos investidores que oferecem cursos sem o menor embasamento em resultados e desempenho no mercado.

Assim, você precisa contar com alguém que tenha experiência no setor financeiro e que prove o valor de seus ensinamentos. Outros aspectos importantes são a habilidade de ensinar e a didática para repassar o conteúdo. Há muitos profissionais incríveis disponíveis, mas que, no papel de professor, apresentam um desempenho que deixa a desejar e pouco valor é agregado ao aluno. 

Um treinamento como o Sistema Diamante, do Leonardo Dutra, assegura todo o suporte necessário para que você alcance grandes resultados. Com mais de dez anos atuando no mercado financeiro e 2.000 alunos qualificados, ele vem ensinando todos os recursos necessários para criar consistência e gerar rendimentos constantes na Bolsa de Valores. Para aprender a investir, essa é a grande oportunidade de que você precisa.

Gostou deste artigo? Acredita que o aprendizado é a chave do sucesso? Então, entre em contato e venha fazer parte do Sistema Diamante agora mesmo!

Posts relacionados

Deixe um comentário