Saiba como identificar qual é o seu perfil de investidor!

7 minutos para ler

O Brasil vive, atualmente, um momento muito positivo para o mercado financeiro. Milhões de pessoas começaram a aprender sobre aplicações e fazer investimentos. No entanto, muitas delas seguem estratégias atualmente que não são coerentes com o seu perfil de investidor.

Por exemplo, só em 2020, o número de pessoas na Bolsa de Valores subiu 76%. Um dos principais fatores para isso é a mínima histórica da taxa Selic, que tira as pessoas da renda fixa e faz com que elas queiram experimentar a compra e a venda de ações.

No entanto, sair da renda fixa e ir para a variável não é fácil. O cenário é completamente diferente e, portanto, assusta bastante. Se for o seu caso, pode ser que essa mudança não seja compatível com o seu perfil de investidor.

É importante saber qual o seu perfil para não investir em ativos que são incompatíveis com você só porque “são populares”. Afinal, o risco de essa estratégia não dar certo ou de você não estar preparado para os pontos negativos é enorme. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura!

Quais os perfis de investidor que existem?

No geral, existem 3 grandes perfis de investidor no mercado financeiro. Eles são classificados com base na relação entre risco e potencial de recompensa. Afinal, essas são as duas características intrínsecas de cada aplicação. Se você já fez qualquer tipo de investimento, sabe que existem dois elementos obrigatórios em todos eles: o rendimento e o risco. Não existe aplicação que seja 100% segura, por exemplo.

No entanto, é fato que nem todo investimento tem o mesmo risco. Um título da Dívida Pública, por exemplo, é muito mais seguro do que a ação de uma empresa na Bolsa. Portanto, a rentabilidade dessas aplicações é proporcional ao risco que elas apresentam. Ou seja: quanto maior o risco, maior o ganho em potencial.

Levando isso em consideração, existem 3 tipos de perfis de investidor de acordo com as combinações possíveis entre risco e recompensa. São eles:

  • conservador: é o investidor que não aceita muitos riscos e prefere um investimento mais seguro, ainda que com menos rendimento;
  • moderado: é um investidor mais flexível, que tenta equilibrar bem os riscos que corre e a rentabilidade que ele pode ter;
  • agressivo: é o investidor que tem uma relação mais leve com o risco. Ele aceita correr perigos em troca de uma rentabilidade maior.

Quais as características de cada perfil de investidor?

Agora que já vimos um resumo básico de cada perfil de investidor, é hora de avançar um pouco mais e entender as características desses perfis. Continue a leitura para saber como eles se diferenciam em determinados fatores!

Risco x recompensa

Como mencionado, a relação de risco x recompensa é a mais importante na hora de determinar o perfil do investidor. Afinal, esses são os dois fatores mais relevantes em uma aplicação.

O perfil conservador prefere correr o mínimo de risco possível. É claro que todo investimento tem um risco, mas ele prefere jogar seguro e não tem problema em abrir mão de uma rentabilidade maior pelo conforto da segurança.

Já o perfil agressivo é o oposto. Ele entende que o risco é natural e, na verdade, pode ser até mesmo bem-vindo. Afinal, um alto risco se traduz em um potencial de ganho maior.

Por fim, o moderado é aquele que tenta equilibrar bem. Ele sabe que há riscos naturais de qualquer investimento, mas analisa muito bem cada opção. No geral, ele não quer perder oportunidades de ganho, mas também não quer colocar a sua vida financeira em risco.

Duração dos investimentos

Cada perfil de investidor costuma pensar nas suas aplicações em prazos diferentes. Afinal, esse é outro fator que tem um impacto significativo na rentabilidade ou no risco de um ativo.

O perfil conservador costuma valorizar mais o longo prazo do que o curto ou médio prazos. Isso porque o seu objetivo tende a ser focado em algo para o futuro (como uma aposentadoria). Além disso, as suas aplicações precisam de longos prazos para se tornarem realmente lucrativas.

O agressivo, por sua vez, tende a pensar mais no curto prazo. Isso não significa que ele não invista pensando no longo prazo, mas ele costuma gostar de estratégias que trazem resultados mais rapidamente. Um exemplo disso é o Swing Trade.

Por fim, o moderado tenta equilibrar bem a duração dos investimentos. Para isso, ele terá uma reserva para se proteger no futuro e ter uma boa aposentadoria, mas também terá um valor para tentar aumentar o patrimônio enquanto jovem.

Diversificação

A relação dos investidores com a diversificação de investimentos também é afetada pelo perfil deles. Nesse caso, a relação com o risco costuma influenciar a forma como a carteira é diversificada.

Para alguém de perfil conservador, a diversificação é uma maneira de explorar mais ativos, mas também de se proteger do risco de oportunidade. Assim, além de investir em títulos prefixados, ele explora os pós-fixados.

Já o perfil agressivo vê a diversificação como a chance de ganhar em mais frentes, mas também como uma maneira de adicionar alguma camada de proteção na sua estratégia.

Por fim, o perfil moderado vê a diversificação com uma forma de explorar a sua flexibilidade natural. Afinal, uma carteira moderada tem todos os tipos de ativos.

Quais os investimentos adequados para cada perfil?

Existem vários tipos diferentes de investimentos no mercado financeiro. Além de saber qual o seu perfil de investidor, é importante entender quais aplicações são mais recomendadas para você.

Veja, abaixo, quais investimentos são indicados para cada perfil de investidor!

Conservador

Esse investidor não gosta de risco e prefere sacrificar a rentabilidade para se proteger. Portanto, costuma investir mais em renda fixa. Isso inclui aplicações como:

  • Tesouro Direto;
  • CDBs;
  • LCI e LCAs.

Além dessas três principais opções, existem outras, dependendo de cada pessoa. As debêntures são ativos de renda fixa, mas um pouco mais arriscados. Também é possível ver um investidor conservador comprar cotas de fundos de investimento, dependendo da estratégia.

Moderado

O moderado tem ampla flexibilidade e pode ir dos títulos de renda fixa até opções na Bolsa de Valores. Tudo depende da sua estratégia pessoal e da vontade.

Na prática, um moderado montará uma estratégia pensando no longo prazo e vai privilegiar investimentos de renda fixa nesse caso. No entanto, também terá um determinado capital de risco para aplicar em opções de renda variável.

O investimento favorito do moderado é o fundo de investimentos, pois permite uma enorme flexibilidade para curtir um pouquinho de cada mercado, incluindo câmbio, títulos públicos e muito mais.

Agressivo

Por fim, o investidor de perfil agressivo aplica o seu dinheiro nos ativos mais arriscados: os de renda variável. Estamos falando de aplicações como:

Isso não significa, no entanto, que ele não terá opções um pouco mais seguras, como fundos de investimentos e até mesmo um título público.

Pronto, agora, você já sabe não só qual é o seu perfil de investidor, mas também quais as aplicações mais recomendadas no seu caso. Então, é só colocar esse conhecimento em prática e montar uma ótima carteira para você!

Agora que você já aprendeu como identificar o seu perfil de investidor, que tal compartilhar este guia com os seus amigos nas redes sociais? Assim, eles também podem aprender e começar a investir!

Posts relacionados

Deixe um comentário