4 investimentos a curto prazo para você conhecer!

4 minutos para ler

A renda variável, aquela em que não é possível saber a rentabilidade, proporciona diversos tipos de investimentos a curto prazo, ou seja, inferiores a 12 meses, pois seu objetivo é o resgate com rápida liquidez.

Estes ativos podem fazer parte da carteira do investidor, mesmo ele sendo iniciante. Contudo, é necessário conhecê-los para fazer as opções certas. Desse modo, isto dependerá do tamanho e do objetivo de sua aplicação. Neste post, saiba quais são os melhores para não ter prejuízos. Confira a seguir!

Descubra a diferença entre os tipos de investimentos a curto prazo

Existem no mercado financeiro dois tipos de investimentos, são eles: a renda fixa e a variável. Cada um deles tem características e finalidades diferentes. Por exemplo, se quer adquirir um imóvel daqui a três anos, o indicado é investir em aplicações conservadoras, para não correr o risco de perder seu patrimônio.

Por outro lado, se seu desejo é para 10 anos, você poderá arriscar um pouco, vislumbrando o potencial de valorização do capital. Todavia, para entender melhor, conheça as diferenças:

  • os investimentos de renda fixa seguem a regra de uma rentabilidade definida. Assim, fica mais fácil saber quanto, em determinado período, seu dinheiro vai render;
  • já os investimentos de renda variável são os rendimentos imprevisíveis e que dependem de diversos fatores mercadológicos e políticos.

No entanto, sua escolha obedecerá à perspectiva do horizonte de investimentos, visto que não há um consenso de tempo exato, mas essa divisão é feita da seguinte maneira:

  • curto prazo: são aplicações feitas por até 1 ano;
  • médio prazo: são aplicações entre 1 e 5 anos;
  • longo prazo: são aplicações acima de 5 anos.

Dessa maneira, antes de se decidir pelo investimento, analise a quantidade de dinheiro que tem para aplicar e por quanto tempo não precisará dele. Isso porque existe um prazo de carência para que possa resgatar seu capital. Caso o faça antes, perderá seus rendimentos.

Conheça as vantagens e as desvantagens de 4 investimentos de renda variável

1. Fundos Imobiliários

Primeiramente, entenda que fundos imobiliários são investimentos provenientes de um grupo de investidores que querem fazer aportes em negócios desse segmento. A finalidade é conquistar retornos financeiros de locações, arrendamentos, vendas de imóveis e outros produtos da área, podendo ser imóveis prontos, shoppings centers, hospitais, edifícios comerciais etc.

Suas principais vantagens são a valorização das cotas, a facilidade de oferta a todos os investidores, de modo que qualquer pessoa possa ter acesso aos rendimentos sem precisar investir em cada um deles e, por fim, o baixo custo. Porém, proporciona pequena liquidez e é uma aplicação mais arriscada.

2. Derivativos

Os derivativos são contratos financeiros entre duas pessoas ou instituições em que seu valor dependa de outros ativos com datas futuras, como taxa de juros, ações, moedas, commodities etc.

Eles têm duas vantagens: oferecem proteção e possibilitam altos retornos em curto prazo. No entanto, há a desvantagem de que não são indicados para iniciantes, porque envolvem altos riscos, exigindo do investidor um profundo conhecimento de seu funcionamento.

3. Ações

As ações são uma pequena parte de uma empresa, da qual o investidor se torna acionista e sócio dela. Logo, as vantagens são as pequenas quantias para o investimento, as operações poderem ser feitas pela internet e trazerem boas possibilidades de altos rendimentos. No entanto, oferecem grande oscilação por causa das incertezas políticas e econômicas, maiores riscos nas operações e imprevisibilidade de lucratividade.

4. ETF

ETF significa Exchange Traded Fund, sendo um fundo de investimento listado na Bolsa de Valores, por exemplo, uma empresa de capital aberto que tem código e cotação mudando constantemente. Entre suas vantagens estão a diversificação, o baixo custo, a economia de tempo e o reinvestimento automático de dividendos. Em contrapartida, há baixa inteligência na composição da carteira, não há benefício tributário e contam com pequena liquidez.

É muito importante que você tenha seus objetivos definidos antes de optar por algum desses investimentos a curto prazo. Fazendo a escolha correta, conseguirá bons rendimentos e seu dinheiro começará a trabalhar por você.

Caso queira saber mais sobre investimentos, curta nossa página no Facebook e se mantenha sempre informado.

Posts relacionados

Deixe um comentário