Fundos de ações: o que são, como funcionam e quais as vantagens?

6 minutos para ler

Os fundos de ações são ativos administrados por um gestor que utiliza o capital dos cotistas para realizar operações no mercado financeiro e, de forma mais específica, em ações de empresas comercializadas na Bolsa de Valores. Essa modalidade de aplicação é uma excelente saída para quem não tem muitos recursos para diversificar as suas operações, investindo em diversos papéis de modo a fracionar os seus riscos e experimentar diferentes rentabilidades.

Neste artigo, mostraremos de maneira mais aprofundada como os fundos de ações funcionam. Continue a leitura!

O que são fundos de ações?

Os fundos de ações são ativos que têm como objetivo investir, pelo menos, 67% do seu patrimônio no mercado acionário brasileiro ou em outros ativos que estão relacionados a esse segmento. Por exemplo, um fundo de investimento em ações pode investir em certificados de depósito de ações, cotas de outros fundos de ações ou, ainda, em BDRs, que são ações de empresas brasileiras negociadas no exterior.

Como eles funcionam?

Assim como em outros tipos de fundos de investimento, o de ações é composto por um patrimônio que foi criado pelos cotistas que fazem parte dele. Em termos práticos, seria como se várias pessoas se reunissem e aportassem uma quantia em dinheiro que seria somada e utilizada para fazer operações no mercado financeiro.

Ao final de um período, é apurado o resultado e o lucro líquido é dividido entre os participantes do fundo de acordo com o seu percentual de representação no patrimônio. Os fundos de investimentos, independentemente do tipo, quase sempre são administrados por um gestor.

Esse profissional tem a função de utilizar o capital levantado para fazer as operações no mercado financeiro, sempre respeitando os limites e as finalidades que fundamentam o ativo.

Quais são as suas principais características?

O próximo passo para que você possa entender tudo sobre os fundos de ações é descobrir as suas características principais, sobre as quais discorreremos nos próximos tópicos.

Rendimento

O rendimento do fundo de ações pode variar de acordo com as operações que forem realizadas. Esse tipo de investimento é considerado como renda variável, logo, é impossível cravar um percentual de rentabilidade específico, pois isso pode variar muito de acordo com os mais diversos fatores que interferem nos preços dos ativos.

Um detalhe que é importante considerar é que os fundos de ações sofrem uma volatilidade muito grande, podendo ficar sujeitos a variações bruscas no mercado de ações.

Custos

Assim como ocorre em outros fundos de investimento, nesse caso, também existem alguns custos que serão cobrados para arcar com o pagamento de taxas e emolumentos exigidos pela própria Bolsa de Valores e pelas corretoras e para garantir o pagamento pela administração do fundo.

Afinal, a gestão profissional existente nesse tipo de investimento terá um custo que deve ser arcado pela própria rentabilidade do fundo. Essa cobrança é feita por meio da taxa de administração que representa um percentual que incidirá sobre o montante de dinheiro que o investidor mantém no fundo.

Em alguns casos, pode existir a taxa de performance, que é cobrada de acordo com os resultados positivos que forem alcançados com o fundo de investimento ao longo do tempo. Ela funciona como um bônus cobrado pelo administrador para remunerar um bom resultado que foi obtido.

Tributação

Por fim, temos a tributação. O rendimento do fundo de ações receberá a incidência de duas cobranças. O primeiro e mais simples é o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), entretanto, o mais pesado, como sempre, será o Imposto de Renda (IR).

Esse tributo incidirá somente na rentabilidade. Ou seja, se você obteve 10% de rendimento em um ano, o IR será aplicado somente a esse montante e não a todo o seu capital alocado no fundo. A alíquota será de 15% e o pagamento é feito na fonte, ou seja, você não precisa se preocupar em emitir uma guia para pagar o imposto na rede bancária.

Quanto ao IOF, ocorrerá a incidência apenas no resgate de aplicações feitas em menos de 30 dias da aplicação inicial.

Quais são as suas vantagens?

Agora que você entendeu melhor as principais características técnicas dos fundos de investimento em ações, mostraremos as vantagens mais impactantes que ele pode proporcionar. Continue lendo!

Diversificação

Uma das primeiras vantagens é a possibilidade de diversificação. Como os fundos de ações investem em diversos ativos, os riscos de uma eventual queda gerar um impacto muito profundo no patrimônio são muito pequenos.

Além disso, a sua própria carteira também se torna mais diversificada, abrindo um leque de grandes oportunidades para obter rentabilidades de diferentes ativos, sejam eles de renda fixa, sejam eles de renda variável, como outros fundos de investimento.

Praticidade

Outro ponto que merece destaque é a praticidade. Ao investir em um fundo de ações, você evita a necessidade de acompanhar diversos papéis e de se preocupar com cada uma das suas posições.

Com um fundo de ações, você faz apenas um aporte e recebe mensalmente as informações das operações que foram feitas ao longo de um período.

Possibilidade de ganhos maiores

Investir de forma direta em ações pode ser algo bastante lucrativo, entretanto, fazer isso com pouco dinheiro pode não gerar volumes de ganhos tão expressivos. No fundo de ações, porém, essa lucratividade pode ser maior.

Isso porque, como os patrimônios dos fundos, geralmente, são milionários, é possível realizar aportes maiores, que gerarão resultados melhores e que, por fim, possibilitarão ganhos mais expressivos para os cotistas.

Administração profissional de recursos

Por fim, o fundo de ações conta com a gestão de uma pessoa ou de um grupo de gestores que têm toda a qualificação técnica necessária para lidar com esses ativos e, principalmente, a habilitação exigida pelos órgãos competentes. Dessa forma, você tem a oportunidade de aplicar o seu dinheiro com profissionais que, efetivamente, entendem do mercado financeiro e farão o possível para extrair os melhores resultados com as suas operações.

Como você pôde perceber, os fundos de ações são uma excelente alternativa para quem quer diversificar a carteira e ter boas rentabilidades, mas não tem muitos recursos para investir diretamente nos papéis.

Se você gostou das informações deste artigo e quer continuar recebendo os nossos conteúdos, assine a nossa newsletter para não perder nenhuma novidade que postarmos a partir de agora.

Posts relacionados

Deixe um comentário