Como começar a investir na Bolsa e ganhar confiança no mercado?

7 minutos para ler

Você quer aprender como começar a investir na Bolsa de Valores? Se sim, saiba que não está sozinho. Afinal, o número de novos investidores na Bolsa subiu 76% em 2020 até o momento.

Uma das principais razões para esse aumento significativo de investidores na Bolsa de Valores é o valor mínimo histórico da Taxa Selic. Determinada em 2% ao ano na reunião de agosto do Copom, esse baixo rendimento da taxa básica de juros faz com que a renda fixa se torne cada vez menos atraente.

Some isso ao fato de que o mercado de renda variável se preparou para receber os investidores com material educativo, apoio e outras facilidades. Sendo assim, centenas de milhares de pessoas resolveram investir em ações.

No entanto, é fato que investir na compra e venda de papéis é muito mais arriscado do que fazer aplicações de renda fixa. Se você se sente um pouco receoso de entrar nesse mercado, leia, abaixo, um guia de como começar a investir na Bolsa e ganhar confiança pouco a pouco!

Entenda como começar a investir na Bolsa do jeito certo

O primeiro passo para poder entrar na Bolsa de Valores é entender como dominar os mecanismos da compra e da venda de ações. Afinal, apenas com os fundamentos básicos bem desenvolvidos que podemos sonhar em construir algo duradouro no longo prazo.

Portanto, você precisará aprender o básico da logística do investimento. Se você tem experiência apenas com renda fixa, saiba que o processo de compra e venda de ações é bem diferente. Isso porque é necessário ler o mercado, acompanhar os pregões e montar estratégias para se proteger.

O que recomendamos, em um primeiro momento, é dominar as seguintes etapas:

  • como acessar o Home Broker da sua corretora;
  • de que maneira emitir ordens de compra e de venda (e como elas funcionam!);
  • como escolher os ativos nos quais investir na Bolsa (não só ações, como opções e minicontratos também!);
  • o que são gatilhos de Stop Loss e Stop Gain e como montá-los;
  • como acompanhar os pregões e as oscilações no preço dos ativos.

Determine objetivos de curto, médio e longo prazo 

Existem muitas pessoas que entram na Bolsa de Valores atualmente pensando em ficar ricas facilmente. É claro que isso não existe: nem a Bolsa e nem nenhum outro mercado de investimentos representam um lugar onde se fica rico sem esforços. No entanto, ver rendimentos de mais de 30% no Ibovespa, como em 2019, faz muita gente acreditar no conto do enriquecimento fácil.

Entretanto, quando essa riqueza mística não vem, as pessoas desanimam e abandonam os investimentos. Ou pior: seguem fazendo aportes em estratégias sem chance de sucesso na esperança de “acertar o jackpot”.

Por isso, é essencial aprender como manter a sua mente focada, esquecer as ilusões de enriquecimento rápido e lidar com o medo da Bolsa. Uma boa dica é estabelecer metas de curto, médio e longo prazo.

Uma das vantagens dessas metas é que elas manterão a sua cabeça focada no objetivo e não permitirão que você desvie muito do caminho. Além disso, elas ajudarão no desenvolvimento dos seus conhecimentos no mercado de ações.

Abra uma conta em uma corretora confiável e com boas taxas

É necessário ter conta em uma corretora para poder comprar e vender ações. Se você já tem o hábito de investir em renda fixa e quer aprender como começar a investir na Bolsa de Valores, provavelmente, já tem uma conta aberta.

No entanto, é importante ter em mente que a corretora ideal para a sua estratégia de renda fixa pode não ser a melhor para os seus investimentos de renda variável. Isso porque as condições são diferentes em cada tipo de aplicação.

Um dos principais pontos a analisar é o valor das taxas para a realização de ordens de venda e de compra em cada corretora. Dependendo do valor e de quanto você tem para investir, as taxas podem diluir todos os seus ganhos ou aprofundar os seus prejuízos.

Outro elemento a analisar é o apoio que a corretora oferece ao investidor. Ela precisa ter um bom Home Broker, não pode sair do ar na hora de maior movimento do pregão e deve oferecer boas análises e informações para a sua tomada de decisões.

Aprenda a selecionar ativos para a sua estratégia

Para começar a investir na Bolsa de Valores, você precisará aprender como comprar ativos para a sua estratégia. Não adianta simplesmente entrar no mercado adquirindo ações de empresas sobre as quais você tem preferência como consumidor ou pegar os papéis que “todos estão comprando”. Esse curso de ação tende a não trazer bons resultados.

Se você quer aprender como selecionar ativos para a sua estratégia, precisa conhecer as duas principais formas de análise de ações na Bolsa. São elas:

  • análise técnica;
  • análise fundamentalista.

A análise técnica consiste no estudo dos gráficos de oscilação dos preços das ações. Ao acompanhar a movimentação do valor do ativo e o seu volume de negociações, é possível identificar tendências de alta, de baixa ou de estagnação. Com essa informação, o investidor pode preparar a sua estratégia de compra ou venda do ativo.

Por causa disso, a análise técnica costuma ser usada por quem investe em ações no curto ou em curtíssimo prazo. Ou seja: é recomendada para quem faz Swing Trade ou Day Trade.

Já a análise fundamentalista consiste no estudo dos fundamentos financeiros da empresa. O objetivo é entender se aquela companhia tem uma gestão sustentável, se está inserida em um bom mercado e se apresenta potencial de crescimento.

Portanto, é um método de análise focado na compra e venda de ações no longo prazo. É recomendado para quem não quer acompanhar diariamente o pregão da Bolsa, por exemplo.

Conte com o apoio de quem tem mais experiência no assunto

Um passo importante para quem quer saber como começar a investir na Bolsa é procurar pelo apoio de quem tem mais experiência no assunto. Afinal, muita coisa só pode ser contextualizada corretamente por quem já viveu aquilo antes.

Além disso, existem dezenas de excelentes especialistas no mercado prontos para ensinar os segredos da Bolsa para os iniciantes. Afinal, quanto mais gente houver na Bolsa, maiores serão a estabilidade e a segurança para todos os envolvidos.

Se você quer começar a investir na Bolsa de Valores aos poucos, mas de maneira consistente, deve contar com profissionais certificados e experientes. Um deles é o Leonardo Dutra. Com mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, ele ficou conhecido por desenvolver o Sistema Diamante. Trata-se de um sistema para gerar renda recorrente e alavancar o capital de um investidor de forma inteligente e protegida.

Quer aprender como começar a investir na Bolsa de Valores com o apoio de um dos principais nomes do setor? Então, entre em contato agora mesmo!

Posts relacionados

Deixe um comentário