Confira os principais passos para montar sua carteira de investimentos

4 minutos para ler

Uma das tarefas mais importantes que um investidor tem a fazer é montar uma boa carteira de investimentos. No entanto, essa não é uma missão fácil para a maior parte das pessoas.

Uma carteira de investimentos é o portfólio com todos os ativos de posse do investidor. Ela é também a tradução da sua estratégia de investimento, sendo completamente única. Portanto, não existe uma carteira que seja a “correta” ou a “errada”. O que existe são diferentes estratégias que podem ou não trazer o resultado que você busca.

Assim, se você quer aprender como montar uma carteira que seja compatível com seu perfil e objetivos, siga a leitura deste artigo até o fim. Quando terminá-lo, você estará pronto para criar sua própria cesta de ativos!

Entenda qual é o seu perfil de investidor

Você só pode montar uma boa carteira de investimentos quando entender qual é o seu perfil de investidor. Afinal, os tipos de ativos que você comprará são extremamente dependentes disso.

No geral, existem 3 diferentes tipos de perfil de investidor:

  • conservador: que abre mão de mais potencial de rentabilidade para ter menos risco;
  • moderado: que tenta encontrar um equilíbrio entre risco e rentabilidade;
  • agressivo: que aceita um risco maior em troca de um potencial de rendimento significativo.

Cada perfil de investidor é compatível com certos investimentos e incompatível com outros. Por exemplo, alguém que é mais conservador no mercado financeiro evita ações, opções, câmbio e aplicações semelhantes. Já alguém de perfil agressivo prefere esses ativos.

Tenha objetivos para sua carteira de investimentos

Se o primeiro filtro para escolher os ativos para a sua carteira de investimentos é o seu perfil, o segundo é a sua meta pessoal com as aplicações. Isso porque certos objetivos são mais ou menos compatíveis com determinados ativos.

Por exemplo, se você quer viver de renda recorrente, precisa montar uma carteira com ativos que produzam rendimentos constantes via dividendos ou outras estratégias. Portanto, é importante definir qual é o seu objetivo de curto, médio e longo prazo e filtrar os ativos no mercado com base na compatibilidade com suas metas.

Analise o risco de cada ativo escolhido

Após os dois passos anteriores, sobrarão algumas categorias de aplicações disponíveis para a sua carteira de investimentos. No entanto, para selecionar o ativo correto, você precisará fazer uma análise individualizada deles. O primeiro ponto a observar é o risco de cada um, já que ativos do mesmo tipo podem ter riscos diferentes.

Por exemplo, suponha que você tenha decidido comprar ações. Cada empresa apresenta um nível de risco diferente, assim como cada segmento da economia. Portanto, é essencial ver qual deles é o mais interessante para o seu contexto e diversificar sua carteira.

Acompanhe os prazos e condições dos ativos

Além dos riscos individuais, é importante também olhar para os prazos e condições dos ativos na hora de montar uma carteira de investimentos. Afinal, assim você evita ser pego de surpresa quando mais precisar.

Existem ativos que têm liquidez diária. Isso significa que você pode liquidá-los a qualquer momento. No entanto, outros exigem períodos de carência (como fundos de investimento) ou simplesmente só serão liquidados na data de vencimento (muitos títulos de Renda Fixa).

Obtenha ajuda com quem é especializado no assunto

Por fim, a última dica que podemos dar para montar uma carteira de investimentos é obter ajuda com quem entende do assunto. Muitos profissionais especializados no mercado financeiro oferecem relatórios, cursos e outros conteúdos que são essenciais para montar a sua estratégia.

A melhor ajuda que você pode obter para montar a sua carteira é a do Leonardo Dutra. Ele tem mais de 10 anos de experiência no mercado e trabalhou com as melhores instituições financeiras do país. Depois de chegar ao topo da carreira, decidiu empreender e ajudar as pessoas a conquistar a própria liberdade financeira.

Uma das maiores contribuições dele ao mercado é o Sistema Diamente, um modelo para gerar renda recorrente de forma inteligente e com capital protegido. 

Portanto, se você quer montar uma carteira de investimentos que seja compatível com o seu perfil e deixe você mais próximo de atingir seus objetivos, entre em contato agora mesmo e saiba como podemos ajudá-lo!

Posts relacionados

Deixe um comentário