Você quer aprender a investir? Confira 5 dicas essenciais!

6 minutos para ler

Aprender a investir é uma tarefa que demanda muito estudo e dedicação. O mercado financeiro tem potencial de mudar totalmente a vida de uma pessoa que coloca como objetivo principal o seu desenvolvimento nele. Entretanto, até que esse nível possa ser alcançado, é necessário cumprir algumas etapas do processo de aprendizagem e ganhar experiência sobre o ativo que se pretende operar. Pensando nisso, resolvemos publicar este artigo.

Nele, mostraremos as características de um investidor de sucesso e algumas dicas e estratégias para que você comece os seus estudos e o aprendizado no mercado financeiro. Continue a leitura!

Quais são as características de um investidor de sucesso?

Antes de tudo, é necessário entender quais são as características de um investidor de sucesso. Essas pessoas, geralmente, desenvolvem muito a sua autodisciplina. Para ter bons resultados no mercado financeiro, é fundamental que você saiba controlar as suas emoções e não tome decisões precipitadas.

Entradas e saídas erradas representam um dos principais motivos que levam as pessoas a perderem dinheiro na Bolsa de Valores. Além disso, investidores de sucesso nunca param de estudar. Eles reconhecem que, mesmo com toda a sua experiência, estão atuando em um mercado que muda com muita frequência.

Portanto, o estudo consistente e imparável é uma característica muito marcante nesses profissionais. Além disso, investidores de sucesso também têm os seus mentores, ou seja, pessoas que os ajudam a controlar as suas emoções, passam informações sobre o mercado e auxiliam-nos a alcançarem um altíssimo nível operacional.

Como aprender a investir?

Agora que você entendeu as principais características de um investidor de sucesso, mostraremos como aprender a investir. Continue lendo!

1. Defina objetivos

O primeiro passo é definir os seus objetivos. Saber aonde você quer chegar é fundamental para começar no mercado financeiro. Quem não faz esse tipo de definição pode cair no velho erro de aceitar qualquer tipo de resultado.

Afinal, como diz aquela velha frase de um filme infantil: “para quem não sabe aonde quer ir, qualquer caminho está correto”. O problema é que nem sempre esse caminho escolhido pela sorte é o que a pessoa, de fato, almejou.

Portanto, defina objetivos de forma bem clara e, principalmente, realista. Se você está iniciando nesse mercado, não caia na falácia de que vai se aposentar com 5 anos de operação. Isso até pode acontecer para os que têm sorte, mas, acredite, é mais fácil ganhar na loteria.

Os seus objetivos podem ser ousados, mas eles devem ser quebrados em metas. Por exemplo, imagine que você deseja comprar um imóvel com os seus investimentos. Para tanto, deve quebrar esse foco em pequenas vitórias que vão sendo conquistadas ao longo do tempo para que o objetivo maior seja atingido.

2. Conheça diferentes tipos de investimento

Além disso, é necessário conhecer os diferentes tipos de investimento que existem no mercado. A Bolsa de Valores tem centenas de ativos diferentes, mas você não precisa conhecer cada um deles. O mais importante é saber quais são as classes ou tipos existentes.

Por exemplo, existem o mercado de ações, o câmbio, os commodities, os futuros, as opções, entre outros. Cada um desses “mercados” tem dezenas ou centenas de ativos diferentes que você pode escolher para iniciar a sua jornada no universo dos investimentos.

Além disso, não podemos nos esquecer do mercado de renda fixa, que, apesar de gerar uma rentabilidade muito pequena — especialmente, depois dos cortes frequentes na taxa de juros —, ainda representa uma boa alternativa para alguns perfis de investidores ou para determinados objetivos financeiros.

3. Tenha uma carteira diversificada

Outro ponto importante é ter uma carteira de investimentos diversificada. Isso evitará que o seu patrimônio seja totalmente afetado quanto a eventuais quedas que podem ocorrer em alguns ativos de renda variável.

Diversificar significa montar uma carteira com vários tipos de investimentos, sejam eles de renda fixa, sejam eles de renda variável. Assim, eventuais quedas de preços de uma ação, por exemplo, não prejudicariam todo o seu patrimônio, pois você também teria outros ativos que geraram lucro no mesmo período.

Como o mercado financeiro brasileiro é muito amplo e tem uma infinidade de ativos, fica mais fácil para o investidor diversificar a sua carteira.

4. Escolha uma técnica operacional

Outro passo importante é escolher uma técnica operacional. Os investidores utilizam com mais frequência duas. Uma delas é a análise gráfica, que pressupõe a utilização de gráficos e de indicadores para fazer a leitura do mercado e prever movimentos.

A outra é a análise de fluxo (ou Tape Reading), que observa o movimento dos outros investidores que estão atuando no pregão para tomar decisões de compra ou de venda. Essa última é mais comum de ser utilizada em operações de curtíssimo prazo, como o Day Trade.

Para analisar ativos e manter posições mais longas, a análise gráfica pode ser mais interessante, pois demonstra os movimentos do ativo ao longo de um tempo. Entretanto, nada impede que você aprenda sobre ambas as escolas.

Além disso, ainda existe a análise fundamentalista, que pode ser adicionada à gráfica para potencializar as chances de ganho. Nesse caso, o investidor analisa números de balanços e demonstrativos de uma empresa ou fatores impactantes do mercado em que ele está investindo.

5. Selecione um mentor para acompanhar o processo

Por fim, é fundamental selecionar um mentor para acompanhá-lo no processo. No mercado financeiro, existem dezenas de pessoas que se dispõem a ajudar os investidores a terem sucesso na Bolsa de Valores, entretanto, é necessário ter muito cuidado com isso.

Com o crescimento desse segmento, surgiram diversos gurus que nem sempre são especialistas nessa área e podem apenas ser aventureiros buscando levantar um dinheiro em curto espaço de tempo. Sendo assim, faça a opção por um mentor que, além de ser especialista no assunto, também seja certificado e credenciado pelos órgãos competentes para orientar investidores sobre as melhores entradas de operações, como o Leonardo Dutra.

Seguindo cada uma dessas dicas — especialmente, a última —, você certamente vai aprender a investir e fará isso com toda a maestria que o mercado exige, alcançando os grandes resultados financeiros que são possíveis na Bolsa de Valores.

Se você quer dominar mais sobre esse assunto, entre em contato conosco e saiba mais informações sobre o nosso curso. Estamos prontos para ouvir as suas necessidades e oferecer a melhor solução possível.

Posts relacionados

Deixe um comentário